PRAÇA DOM FELICIANO, 78 - SALA 503 PORTO ALEGRE - RS - Telefone: (51) 3221.2211 - Whatsapp: (51) 99337.9560

Tumor de pulmão é considerado o tipo de tumor que mais mata no mundo, considerando ambos os sexos(1). No Brasil, 11,7% das mortes por tumor se devem ao tumor de pulmão. O Rio Grande do Sul é o estado brasileiro com a maior taxa específica: 27,9% das mortes por tumores se devem ao tumor de pulmão(2).

Dentre os diversos subtipos de tumores de pulmão destacam-se os quatro mais comums: adenocarcinoma, epidermóide, grandes células, e pequenas células. Homens e mulheres são afetados em proporções similares, sendo mais comum a partir dos 50 anos. Os sintomas costumam ser falta de ar, tosse, escarro sanguinolento e dor torácica. Outras manifestações inespecíficas podem ocorrer, como fadiga, perda de peso e fraqueza.

Dependendo do subtipo e do estágio em que diagnosticamos a doença, é perfeitamente curável com cirurgia. Para definir qual a melhor estratégia terapêutica, de acordo com os resultados das tomografias pode-se realizar procedimentos como broncoscopia flexível, punções percutâneas, mediastinoscopia, e mediastinotomia.

A cirurgia por vídeo é indicada para boa parte dos casos, e já é uma realidade no nosso meio, sendo realizada de forma rotineira nos principais hospitais. A abordagem adequada (se cirurgia aberta ou por vídeo) deverá levar em conta aspectos como tamanho do tumor, estágio da doença, e proximidade com demais órgãos torácicos. Essa decisão deve ser discutida com o cirurgião torácico para que a proposta cirúrgica alie eficácia com segurança, tentando preservar o aspecto estético.